Planos de Saúde

Uma grande preocupação da maioria das famílias e dependentes químicos ou que sofrem com o alcoolismo é ter que pagar uma mensalidade alta na hora de optar por uma internação, seja ela compulsória, involuntária ou voluntária. Por isso, saiba que há diversos planos de saúde que cobrem esse tipo de internação.

Muitos planos de saúde acabam cobrindo, inclusive, todos os custos da internação de forma integral.

E como conseguir a internação pelo plano de saúde?

Para isso, é essencial que os familiares e o paciente (no caso da internação voluntária) cumpram três exigências, que a maioria dos planos de saúde exigem, tais como:

- O médico especialista deve fornecer uma solicitação para a internação que tenha o CID (Classificação Internacional de Doenças)

- É fundamental que a doença seja coberta pelo contrato do convênio médico, mesmo quando a doença não consta na lista da Organização Mundial da Saúde (OMS)

- Ter contratado um plano de saúde que cobre a internação em uma clínica de recuperação. Geralmente, o melhor plano de saúde para esse caso é o Plano Hospitalar.

Possui todas as exigências acima? Então, a internação pode ser feita com a cobertura total e obrigatória de um plano de saúde.

É importante saber também que muitos planos acabam negando a internação alegando que a dependência química e o alcoolismo são doenças preexistentes e o paciente não mencionou antes de assinar o contrato do convênio médico.

Por isso, fique ciente que se o plano de saúde não exigiu exames que comprovam que o dependente já possuía a doença antes de adquirir o plano, a empresa não pode se negar a permitir a internação alegando que a doença é preexistente.

Por quanto tempo o plano de saúde cobre a internação?

Não existe um tempo definido para isso, o tempo de internação vai depender do tempo determinado pela clínica, de acordo com a gravidade do paciente, o tipo de dependência e do tratamento determinado pela equipe médica.

Portanto, cabe aos médicos decidirem quanto tempo o paciente irá ficar internado e o plano de saúde deve cobrir todos os gastos até o momento da alta do paciente.

E quando o plano de saúde não possui uma rede de clínicas credenciadas?

Nesse caso, é possível que por meio de liminar judicial o paciente tenha o direito de ser internado em uma clínica particular com todos os custos pagos pelo convênio médico.

E quando acontecer qualquer problema, seja a negação da internação, falta de clínicas credenciadas e outros problemas, busque suporte na Agência Nacional de Saúde (ANS) e na falta de solução, busque o suporte da justiça.

Tem alguma dúvida sobre o assunto?

Entre em contato com o Grupo Central de Internação, conheça todas as clínicas credenciadas e encontre a melhor opção para a sua região. A equipe também pode ajudar você com esclarecimentos, solução de dúvidas e indicação do melhor “caminho” a ser seguido no seu caso.

Consulte os planos de saúde que aceitamos
e os tratamentos disponíveis.

Fale Conosco

Central Clínicas
Podemos Ajudar?
Atendimento Whatsapp - Central Clínica